Teresa Almeida

capa do artigo Quando o santo não bate

Quando o santo não bate…

Esquece!!!

 

Não me considero uma pessoa conflituosa, antes pelo contrário, e talvez por isso escolha solucionar certas incompatibilidades apenas virando costas e seguindo o meu caminho. 

 

Percebo que somos diferentes nas nossas verdades e já nem me dou ao trabalho de explicar o que incomoda.

 

Porquê insistir ou clarificar algo que não vai trazer sossego a ninguém? 

 

Sim, porque não vejo como ser incompatível sozinha. 

Do outro lado está sempre alguém que também não se identifica comigo. 

 

Poupo o nosso tempo e a nossa tranquilidade, deixo-te na tua paz e sigo com a minha.

 

Uma coisa é certa, cada um à sua maneira, todos temos o direito de ser felizes.

 

A mim não me convidem a estar onde não quero, nem a fazer o que não concordo, pois a vida ensina e essa aula eu já assisti. Nunca fui a favor de tirar qualquer partido ou vantagem no infortúnio alheio e só por isso, já gosto de mim.

 

Todos os desafios a que me proponho visam apenas superar o meu eu de ontem e a preparar o de amanhã.

 

Vou à luta! Quando não sei aprendo, quando aprendo pratico, quando pratico supero e quando supero… sou feliz!

 

É aqui que sinto a necessidade de partilhar. É aqui que a euforia do sucesso me leva a “chatear” quem me rodeia. Quero que saibam que esse é um bom lugar para se estar.

 

Tento, em palavras soltas que se atropelam no entusiasmo, resumir o percurso mas, os caminhos são longos e demasiado ricos em conteúdo para se descrever em breves palavras.

 

Resta-me garantir que é possível e incentivar-te a começar. 

 

Conto-te a minha história e espero que sirva de prova, a prova que precisas para não voltar a adiar.

 

É importante saber que nem tudo vão ser rosas. 

 

Muitas vezes caí e até chorei.

Muitas vezes tive dificuldade em perceber por onde seguir e todas as vezes que parecia não ter como alcançar o fim, parei! 

 

Enquanto limpava as feridas e secava as lágrimas respirei fundo… Desliguei o meu pensamento, resumindo-me ao vazio do nada. 

 

Esqueci de propósito o que me tinha levado ali e, só depois de um longo silêncio na companhia de mim mesma, voltei a ver quem era, o que queria e para onde ía.

 

Hoje posso dizer-te com grande certeza que quero viver da minha arte e no que me for possível, ajudar-te.

A história é longa mas pode ir sendo contada. 

 

Vou continuar o que me propus quando construí este site. 

 

Partilhar mais de mim em busca de te encontrar a ti.

 

Se algum dia me quiseres contactar estarei aqui para conversar. 

 

Lembro apenas, no meu humilde entender, que se não te identificas este é um tempo que escusamos de perder. 

 

Quando o santo não bate, não há nada a fazer! 

Se gostas, partilha ;)

Artigos Relacionados

Redes Sociais

Teresa Almeida foto
Get The Latest Updates

Subscreve a Newsletter

Sem spam, notificações apenas sobre novos produtos e atualizações.

INTERESTED IN WORKING WITH ME?

FEEL FREE TO REACH OUT TO DISCUSS HOW WE CAN WORK TOGETHER.

I’LL REPLY AS QUICKLY AS POSSIBLE!